Novembro 2017

Quem me conhece sabe que adoro massagens. MESMO!

Gosto tanto, que no tempo em que estive de férias na  Tailândia, a minha regra era 1 massagem por dia. A Tailândia é um país onde as massagens fazem parte da cultura e estão intimamente ligadas à saúde e ao bem estar das pessoas. Sempre afirmei que, apesar de já ter feito óptimas massagens em Portugal, era na Tailândia que estavam as melhores massagens do mundo. Até ontem…

Ontem foi o meu aniversário e um dos presentes que recebi foi uma massagem. Mas não foi uma massagem qualquer, levaram-me até ao Liquid Zome.

O Liquid Zome é uma piscina livre de químicos dentro de uma casa em madeira em forma de um octógono construída especialmente para terapias com água. (soa ainda melhor em Inglês: “A chem-free pool inside a sacred geometry octagonal zome, built purposely for aquatic bodywork practices”).

O meu presente foi uma massagem Watsu. O Watsu é uma terapia feita numa piscina especificamente concebida para o efeito, com água à temperatura do corpo e sem químicos danosos para o organismo, que, com a ajuda de flutuadores e um terapeuta especializado, e através de um trabalho de respiração, movimento e massagem, permite libertar o corpo de 90% do peso da gravidade e de memórias/tensões acumuladas no organismo ao longo dos anos. Este trabalho muitas vezes é complementado com imersões que permitem aprofundar as sensações de leveza, relaxamento e bem estar até uma sensação de êxtase, pois é como se fossemos relembrados da nossa essência liquida, muitas vezes chegando a recordar-nos o estado embrionário do ventre materno. Além disso, como existe um reconhecimento entre estas águas e a água presente entre 60%-80% em todo o corpo humano, e sendo a água um elemento capaz de se transformar através da energia e influência externa, todo o nosso corpo aquático é recalibrado e reenergizado. A pressão causada pela água também acelera o metabolismo, aumenta a circulação sanguínea e actua sobre o sistema linfático, sendo também muito recomendada para desintoxicação geral do organismo.

Agora imaginem isto adaptado a uma grávida! UAU!

Posso-vos dizer que acabei a massagem num estado de relaxamento tão bom que nem consegui descrever bem quando me perguntavam: “foi bom?”. A minha resposta era só uma:”foi maravilhoso”.

Recomendo a todos, crianças, mulheres, homens e sobretudo a grávidas!

#LetsBePrettyFit #MafaldaAntunesPersonalTrainer

 

O inchaço da barriga, além de inestético pode ser muito incómodo e doloroso!
Na sua causa podem estar vários factores:

  • trânsito intestinal pouco eficaz
  • ingestão exagerada de fibras
  • pouca ingestão de água
  • má postura
  • pouco tónus muscular
  • stress
  • algum tipo de intolerância ou sensibilidade alimentar
  • hábitos alimentares

Fique atento aos seus hábitos e estilo de vida.

Deixo-lhe aqui 7 dicas que podem ajudar a reduzir o inchaço abdominal e a melhorar o seu estilo de vida:

  • BEBA ÁGUA! É um dos melhores promotores do trânsito abdominal e, portanto, é um bom aliado;
  • REDUZA O SEU STRESS! O stress promove a inflamação das paredes intestinais e o seu inchaço, tornando o intestino menos eficaz, com maior produção de gases e consequentemente um maior incómodo abdominal;
  • OBSERVE A SUA INGESTÃO DE FIBRAS! O vegetais e farelos são excelentes fontes de fibras que promovem a melhoria do funcionamento intestinal. No entanto, se consumidas em excesso podem provocar um aumento dos gases no intestino;
  • ALIMENTOS COM GLÚTEN (por exemplo pão, tostas, bolachas) podem promover um aumento do perímetro abdominal, mesmo em pessoas que não são intolerantes.
  • A LACTOSE também pode provocar desconforto abdominal;
  • CRIE HÁBITOS DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL!
  • PRATIQUE EXERCÍCIO FÍSICO de forma regular! O exercício físico promove um trânsito intestinal regular e ajuda a tonificar os músculos da região abdominal. Além disso ajuda a relaxar e a combater o stress.

 

#LetsBePrettyFit #MafaldaAntunesPersonalTraining

A Inês é o exemplo perfeito de como um estilo de vida saudável tem benefícios muito para além da balança. Parabéns Inês. (mais…)

Parece que o tempo de Outono finalmente chegou e com ele regressa a vontade comer de alguns alimentos tão típicos desta altura do ano. (mais…)