Pretty Blog

Os frutos secos estão divididos em duas categorias:

1.     Os frutos secos propriamente ditos ou oleaginosos, como as nozes, amêndoas, amendoins, avelãs, pinhões, pistácios…

2.     Os frutos desidratados como as passas, ameixas, alperces, morangos, entre outros.

Os frutos secos em geral são grandes fornecedores de gordura poliinsaturada que representa em média 50% do seu peso e inevitavelmente muito calóricos (em média mais de 600 kcal/100g).

Em geral são ainda bons fornecedores de alguns minerais como o cálcio, o ferro, o cobre, o zinco, o fósforo, o potássio, o magnésio, como também de vitamina A e C e proteínas.

Por seu lado, os frutos desidratados, devido à perda de água a que são sujeitos, apresentam uma elevada concentração de açúcar, o que os torna muito mais calóricos do que os equivalentes frescos.

Por exemplo, enquanto 100 g de ameixas frescas fornecem 50 kcal, a mesma quantidade de ameixas secas fornece cerca de 4 vezes mais calorias!

Alguns minerais encontram-se em maior proporção na fruta desidratada como é o caso do potássio e do cálcio. 

Contudo, a sua inclusão na alimentação não implica necessariamente um aumento de calorias.

Estudos recentes indicam que a ingestão de cerca de 20 a 30g de frutos oleaginosos pode contribuir para elevar os níveis de colesterol bom (HDL) e em diminuir significativamente o mau (LDL), o que se torna benéfico em situações de doença cardiovascular, colesterol e triglicéridos aumentados. Intervém na função intestinal e garantem uma elevada saciedade, uma vez que são excelentes fontes de fibra.

Let’s Be Pretty Fit!

Comentários ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *